O poder da escolha é meu, suas consequências não podem ser dos outros

Ninguém é perfeito, mas os obedientes perseguem a perfeição

Por Adriana Silveira 14/01/2020 - 09:17 hs
Foto: Bispo Macedo
O poder da escolha é meu, suas consequências não podem ser dos outros
Blog Bispo Macedo

O poder da escolha é meu, suas consequências não podem ser dos outros.

Não é justo fazer má escolha e culpar terceiros pelas más consequências.

Deus nos deu o poder de escolher o bem ou o mal, obedecer ou desobedecer.

Ninguém é perfeito, mas os obedientes perseguem a perfeição. São estes que o Espírito de Deus procura para servi-lO.

Integridade e retidão, temor a Deus e fuga do pecado têm sido virtudes encontradas no caráter dos que exalam o bom perfume do Senhor Jesus.

1 – Integridade e retidão: trata-se do caráter em relação aos semelhantes. Não é apenas dar o troco certo, mas também não desejar para os outros o que não quer para si. (Mateus 19.19)

2 – Temor a Deus: trata-se de fidelidade em relação a Deus. (Malaquias 3.8)

3 – Desvio do mal: fuga de toda forma de pecado ou injustiça. (Jó 1.1)

O que adianta fazer a Obra de Deus, e ser ou ter mau caráter? Diante de Deus, o mau caráter é como o mau hálito. Insuportável.

Se a Obra de Deus consiste em destruir as obras do diabo, como destruir as obras do diabo vivendo em parceria com ele?
Melhor é ser ou exalar o bom perfume do Senhor Jesus Cristo do que fazer perfume.