Seja bem-vindo
São Paulo, 18/07/2024

    • A +
    • A -
    Publicidade

    Tempo quente pede cuidado também com os olhos

    A falta de lubrificação pode piorar sintomas da síndrome do olho seco


    Tempo quente pede cuidado também com os olhos Freepik / azerbaijan_stockers

    Uma onda de calor no fim do inverno surpreendeu os brasileiros. Muitos estados tiveram temperaturas próximas aos 40º nas últimas semanas. Por isso, é importante lembrar que as altas temperaturas exigem cuidados redobrados com a saúde, especialmente a dos olhos.


    Mais detalhes:

    O calor excessivo e a falta de umidade no ar são os principais fatores que contribuem para a piora dos sintomas da síndrome do olho seco. Mesmo as pessoas que não têm esta condição, podem apresentar secura nos olhos, irritação e vermelhidão.


    Como acontece:

    A oftalmologista Dra. Maria Beatriz Guerios explica que as lágrimas têm a função de manter a superfície ocular lubrificada, nutrida e proteger os olhos das partículas de poluição ou micro-organismos. “O ar seco faz as lágrimas evaporarem mais rápido. Além disso, alteram a dispersão da poluição, as partículas ficam suspensas no ar e isso pode causar irritação na superfície ocular”, esclarece.


    Ademais, “a pessoa pode sentir ardência, irritação, vermelhidão e coceira. Dependendo do caso, também podem surgir cansaço visual, lacrimejamento e sensibilidade à luz”, complementa.


    Como saber se tenho olho seco:

    Maria Beatriz ensina que a secura ocular pode ser uma das primeiras manifestações da síndrome do olho seco.


    Se esses sintomas surgem constantemente (de forma crônica) é o principal indicativo da doença. Nestes casos, o ideal é procurar um oftalmologista.


    Dicas de saúde:

    A oftalmologista enumera algumas medidas que podem ajudar a amenizar os sintomas do olho seco:

    Usar umidificadores de ambiente;

    fazer compressas frias nos olhos com água filtrada;

    pedir ao oftalmologista uma prescrição de colírios de lágrimas artificiais e lubrificantes;

    evitar ambientes com ar-condicionado (quente ou frio);

    ventiladores também ressecam o ambiente e, portanto, afetam a superfície ocular;

    evitar caminhar nas ruas nos horários em que há mais carros circulando e quando a umidade do ar estiver baixa.




    COMENTÁRIOS

    Buscar

    Alterar Local

    Anuncie Aqui

    Escolha abaixo onde deseja anunciar.

    Efetue o Login