Seja bem-vindo
São Paulo, 19/05/2024

    • A +
    • A -
    Publicidade

    Entenda por que o Irã lançou ataque contra Israel

    “regime do mal se arrependa”

    Fonte: CNN Brasil
    Entenda por que o Irã lançou ataque contra Israel Issam Riwawi

    No último sábado (13), o Médio Oriente foi abalado pelo ataque do Irã contra Israel. Mesmo sendo inimigos declarados, as duas nações se envolvem em sabotagens mútuas e Teerã celebrou o ataque do Hamas ocorrido em outubro do ano passado.


    Porém, Israel e as grandes potências internacionais não foram surpreendidos pela escalada, pois estavam aguardando a reação das forças iranianas ao ataque atribuído a Israel em 1º de abril contra o edifício do consulado iraniano em Damasco, na Síria. 


    Na ofensiva aérea, sete integrantes do Corpo da Guarda Revolucionária Islâmica (IRGC) perderam suas vidas, dentre eles Mohammed Reza Zahedi. Anteriormente, Zahedi atuou como comandante das forças terrestres e da força aérea do IRGC, além de ter sido vice-comandante das operações do IRGC.


    Israel, conhecido por não confirmar nem negar sua participação em operações na Síria ou em outros países da região, apontou que o prédio não funcionava como um consulado.


    “De acordo com a nossa inteligência, isto não é um consulado ou uma embaixada. Repito, isto não é um consulado e isto não é uma embaixada. Este é um edifício militar da Força Quds disfarçado de edifício civil em Damasco”, disse à CNN o porta-voz das Forças de Defesa de Israel, contra-almirante Daniel Hagari.


    Quando questionado se Israel estava envolvido no ataque, Hagari disse: “Não vou comentar esse ataque, mas quero dizer-vos que nos últimos seis meses, o Irão intensificou [o conflito] nesta região. Ele é o ator principal.”


    Mas poucas horas depois do ataque, o Irã já tinha prometido retaliação. O líder supremo do país, o aiatolá Ali Khamenei, emitiu uma mensagem no dia seguinte afirmando que os “bravos homens iranianos punirão” Israel e farão com que o “regime do mal se arrependa” do seu ataque ao consulado iraniano na Síria, segundo a agência estatal de notícias IRNA. .


    Por sua vez, o embaixador do Irã na Síria, Hossein Akbari, disse à imprensa: “Esta é talvez a primeira vez que o regime sionista se permite atacar um edifício oficial da embaixada da República Islâmica do Irão, que levantou a bandeira da República Islâmica alta."


    O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores iraniano, Nasser Kanaani, também alertou que Teerã “reserva-se o direito de tomar medidas recíprocas e decidirá o tipo de resposta e punição contra o agressor”.


    A expectativa estava definida neste final de semana.


    O presidente dos EUA, Joe Biden, disse esta sexta-feira (12) que espera que o Irã ataque Israel “mais cedo ou mais tarde”.


    “Não quero entrar em certas informações, mas a minha expectativa é que isso aconteça mais cedo ou mais tarde”, respondeu Biden quando questionado sobre quão iminente seria um ataque iraniano a Israel.





    COMENTÁRIOS

    Buscar

    Alterar Local

    Anuncie Aqui

    Escolha abaixo onde deseja anunciar.

    Efetue o Login