Seja bem-vindo
São Paulo, 04/03/2024

    • A +
    • A -
    Publicidade

    Como a alimentação saudável impacta no crescimento do adolescente

    O consumo de alimentos nem sempre acontece com qualidade e isto pode impactar negativamente o processo de maturação biológica

    Fonte: Dra. Samantha Rhein
    Como a alimentação saudável impacta no crescimento do adolescente Freepik

    A adolescência é uma fase muito importante para o nosso crescimento, tanto em termos de maturidade, criação de hábitos saudáveis, como de crescimento físico. Nisso, a dificuldade das mães é encontrar uma forma de estimular boas escolhas alimentares para seus filhos, pois é por meio da alimentação que os fará crescer.


    Alimentação saudável na adolescência


    Durante o crescimento, a fome é uma manifestação fisiológica, uma vez que, tirando a fase intrauterina, a adolescência é o segundo momento da vida em que mais crescemos e, portanto, temos uma maior necessidade de energia obtida pelos alimentos.  Este consumo de alimentos nem sempre acontece com qualidade e isto pode impactar negativamente o processo de maturação biológica; isto não quer dizer que ele não vá crescer, mas que poderá não atingir o seu potencial máximo.


    A adolescência é uma fase extremamente dinâmica e marcada por algumas etapas distintas e com importância particular; por volta dos 8 a 9 anos, existe um movimento orgânico de preparação para o crescimento linear (ganho de estatura), em que o pré-adolescente aumenta o seu peso e a gordura corporal —esta fase é chamada de repleção pré puberal —o corpo faz um pequeno acúmulo de gordura para dar início ao período conhecido como estirão puberal. 


    Durante este momento de repleção, muitos pais preocupam-se achando que o filho está ganhando peso acima do recomendado, mas posso te tranquilizar comentando que isto não é necessariamente verdade. Muitas vezes nossos pequenos estão literalmente acumulando energia para a fase posterior de crescimento que exige uma elevada demanda energética.

    Vale reforçar que todas as etapas de desenvolvimento são importantes e cada adolescente tem o seu ritmo particular de crescimento, logo, não adianta comparar o seu filho com os amigos, já que cada um tem o seu ritmo e desde que ele aconteça de maneira ascendente e que a movimentação nas curvas de crescimento esteja adequada, tudo está exatamente como deveria acontecer. Por todas estas particularidades é tão importante o acompanhamento de um hebiatra, ou seja, um profissional especializado na fase da adolescência.


    Com relação a alimentação, pelo fato do crescimento tornar-se acelerado, é natural a sensação de fome, mas a qualidade deve ser monitorada já que alguns nutrientes, além da caloria, assumem função importante no crescimento e desenvolvimento, são eles: zinco, ferro, vitamina E, proteínas e vitamina A.


    Proteína: encontrada em carne, peixe, aves, ovos, leite e derivados —são fontes de aminoácidos essenciais, ou seja, aqueles que nosso corpo não consegue produzir —e que desempenham função essencial para o crescimento, a imunidade e a renovação de todos os tecidos do nosso corpo. As leguminosas como feijão, grão de bico, lentilha, ervilha também são boas fontes.


    Para garantir o adequado crescimento, deve-se obter um equilíbrio entre a caloria consumida e a proporção de aminoácidos, portanto, assim como a alimentação nesta fase não deve exceder limites, não deve se tornar insuficiente. Logo, tenha atenção também se o seu filho está muito “ligado” a restrições alimentares para manter a forma —isto não é saudável;


    Zinco: essencial para o desenvolvimento sexual (ovários, testículos), principalmente dos meninos, e do sistema reprodutor, além de participar na integridade imunológica e do crescimento. O zinco pode ser encontrado nas mesmas fontes da proteína já mencionados, além dos cereais como aveia, farelo e gérmen de trigo; 


    Ferro: este mineral está presente em todas as células do nosso corpo, inclusive aquelas presentes no tecido muscular, com a nobre função de transportar oxigênio. Previne anemia, participa do desenvolvimento cognitivo e auxilia no sistema de detoxificação orgânica, “varrendo” do seu organismo compostos químicos;


    Vitamina E: em fase de crescimento é natural que ocorra o aumento das nossas células, e neste caso a vitamina E tornar-se ainda mais relevante uma vez que, nestas células e em nossas membranas, temos a presença de compostos lipídicos que dependem da vitamina E. Este nutriente ajudará ainda no desenvolvimento do sistema reprodutor do adolescente, além de desempenhar papel antioxidante;


    Vitamina A: também conhecida como retinol, é encontrada nas carnes, vísceras, lácteos e derivados, contribui significativamente com o metabolismo do zinco, na imunidade e do crescimento;


    A qualidade da alimentação é essencial durante a fase da adolescência, logo, pratos variados e com todos os grupos de alimentos devem fazer da rotina alimentar de seu filho e de toda a família, uma vez que a exposição a bons hábitos é de fundamental importância para o cultivo de um hábito de vida equilibrado e que garanta o potencial máximo de crescimento e desenvolvimento.


     




    COMENTÁRIOS

    Buscar

    Alterar Local

    Anuncie Aqui

    Escolha abaixo onde deseja anunciar.

    Efetue o Login