Mãe que acusou a Igreja Universal de roubar seus filhos pede desculpa no tribunal

Maria de Fátima pede desculpa por acusações falsas feitas por ela

Por R7 08/11/2019 - 09:44 hs
Foto: Reprodução/Observador.pt

Uma das mães que acusou a Igreja Universal do Reino de Deus de ter roubado seus dois filhos em uma série de reportagens da TVI — rede de televisão de Portugal — confessou ter mentido e pediu desculpas diante de um tribunal. A revelação foi feita pelo jornal português Observador nesta quinta-feira (7).

O pedido de desculpas foi feito por Maria de Fátima Lemos Moreira e consta em documentos entregues à juíza Margarida Gaspar, do Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa.

Em seu relato, Maria de Fátima diz que jamais quis "ofender o bom nome e prestígio" da IURD e que foi manipulada por uma jornalista da TVI, Alexandra Borges, para confirmar a história "inverídica e sensacionalista criada por aquela jornalista em prol das audiências".

A TVI exibiu, em dezembro de 2017, uma série de reportagens chamada “O Segredo dos Deuses”, cujo conteúdo fazia denúncias falsas sobre a existência de uma rede ilegal de adoção de crianças da IURD.

Em maio deste ano, o Ministério Público de Portugal arquivou o inquérito existente contra a Igreja porque a investigação dos promotores desmentiu as matérias da TVI. No último mês de outubro, o MP português ainda decidiu por unanimidade que a Igreja Universal do Reino de Deus tem direito a responder às falsas acusações exibidas na televisão.

Segundo o Observador, a IURD diz não ter ficado “indiferente ao arrependimento da arguida” e desistiu da queixa e da acusação particular por ofensas a pessoa coletiva.