Seja bem-vindo
São Paulo, 21/04/2024

    • A +
    • A -
    Publicidade

    Congresso realiza Sessão Solene para celebrar os 75 anos de Israel

    O Congresso Nacional realizou Sessão Solene

    Fonte: Confederação Israelita do Brasil
    Congresso realiza Sessão Solene para celebrar os 75 anos de Israel Twiter Israel no Brasil

    Congresso realiza Sessão Solene para celebrar os 75 anos de Israel 


    O Congresso Nacional realizou nesta segunda-feira (15) Sessão Solene para celebrar os 75 anos de criação do Estado de Israel. A iniciativa foi do senador Carlos Viana (Podemos-MG) e do deputado Samuel Viana (PL-MG).

    Além dos requerentes e de outros parlamentares, participaram representantes da sociedade civil, diplomatas de outras embaixadas e o Embaixador de Israel, Daniel Zohar Zonshine (foto).


    O senador Carlos Viana, que presidiu a mesa, lembrou a data de criação do Estado de Israel (14-05-1948) destacando o avanço do país em diferentes áreas – agricultura, tecnologia e defesa - e a diversidade étnica e cultural da sociedade israelense, com grande número de cristãos, “o que não acontece em países vizinhos”. “O percurso não foi fácil, mas que outro povo no mundo teve determinação e força para sagrar-se vitorioso e retornar a sua terra natal?”, indagou, ao citar a importante atuação do brasileiro Osvaldo Aranha na ONU pela criação do Estado de Israel. Citou ainda a expansão dos acordos de comerciais entre Brasil e Israel, que, segundo afirmou, alcançaram os quatro bilhões de dólares entre 2021 e 2022.


    Alan Rick (União-AC) destacou a “democracia vibrante e resiliente” de Israel, as inovações, “que beneficiam milhares de pessoas no mundo”, e a determinação do país em busca da paz com seus vizinhos, provendo o intercâmbio cultural e tecnológico. Citou também a cooperação de Israel no episódio de Brumadinho, em que o país enviou uma equipe de 130 especialistas para ajudar nas buscas aos sobreviventes, e a ajuda humanitária enviada ao Acre durante a pandemia de Covid.


    Cristiane Lopes (União-RO) falou sobre a luta de heroínas judias, como a rainha Esther, “que agiu com ousadia e coragem para defender seu povo”, e destacou que “desde a sua criação, Israel apenas se defende de ataques e ameaças de seus inimigos”.


    O deputado Padovani citou a contribuição de Israel para a ciência, medicina e agricultura. “Brasil e Israel juntos podem erradicar a fome do planeta”, disse ele ao citar Shimon Peres e sua declaração de que “a história judaica caminha em duas vias: moral e científica”.


    Andre Lajst citou o discurso feito por David Ben Gurion quando da criação do Estado de Israel e sua semelhança com o momento atual que vive o país. Falou sobre a Nakba e lembrou que foram os palestinos que não aceitaram a proposta da ONU, em 1947, para a criação de dois Estados. “Eles (os palestinos) não queriam a divisão, queriam todo o território. Mas Israel não irá para outro lugar”, pontuou.


    Ari Fischer também destacou os crescentes acordos comerciais entre Brasil e Israel, entre eles o de nitrato de potássio que consumimos e que vem do Mar Morto, o “Mar Salgado”.

    O embaixador Daniel Zohar Zonshine comparou a diversidade cultural do Brasil à de Israel, que recebeu imigrantes de vários países. Destacou a importância do comércio bilateral e do apoio do Senado, na promoção de acordos comerciais e pelo fortalecimento dos laços entre os países.

    Ao final do evento, o embaixador foi homenageado com uma placa comemorativa pelos 75 nos de Israel e “em respeito à amizade que une nossas nações”.




    COMENTÁRIOS

    Buscar

    Alterar Local

    Anuncie Aqui

    Escolha abaixo onde deseja anunciar.

    Efetue o Login