Seja bem-vindo
São Paulo, 04/03/2024

    • A +
    • A -
    Publicidade

    Mulher é incendiada viva por marido que descobriu sua conversão ao Cristianismo

    O caso aconteceu em Uganda. Saiba mais


    Mulher é incendiada viva por marido que descobriu sua conversão ao Cristianismo Freepik

    Ao descobrir que sua esposa se converteu ao Senhor Jesus, um muçulmano ateou fogo na mulher, que ficou hospitalizada com queimaduras graves.


    Entenda o caso:

    O caso aconteceu no leste de Uganda, com Hajara Namwase, uma mulher de  32 anos, mãe de três filhos, no dia 17 de outubro deste ano.


    Seu marido, Musa Kalele, de 42 anos, jogou gasolina e um fósforo aceso nela ao saber da sua conversão ao Cristianismo.


    A mulher se converteu em maio deste ano e, desde então, participa de grupos de comunhão, junto a outros cristãos. O marido estava viajando e ela não sabia que havia retornando, quando se deparou com ele ao voltar de uma dessas reuniões. 


    “Fiquei assustada ao vê-lo, porque tinha alguns folhetos evangélicos e uma pequena Bíblia do Novo Testamento que não conseguia esconder”, disse Namwase à sua amiga, que teve a identidade preservada, por razões de segurança.


    Ao ver a Bíblia e outras publicações cristãs, seu marido ficou furioso, saiu da sala e voltou com um recipiente de gás, contou ela. Em seguida, ele pegou lençóis, cobriu-a, colocou para fora de casa e a obrigou a se deitar.


    “Ele pegou a gasolina, despejou em mim e depois pegou uma caixa de fósforos, acendeu e o fogo começou a me queimar”, detalhou.


    O que analisar:

    A própria filha pediu ajuda aos vizinhos, que levaram a mãe ao Hospital Regional de Referência de Mbale. O marido fugiu.


    Agora, Namwase segue preocupada onde ficará depois que for liberada do hospital, pois todos seus familiares são muçulmanos.


    Esse foi um caso recente de perseguição em Uganda, mas muitos outros vêm acontecendo de forma constante. 


    Mesmo com a constituição do país e outras leis prevendo a liberdade religiosa e o direito de mudar de uma religião para outra, muçulmanos ainda seguem com ações truculentas de violência contra quem professa a fé no Senhor Jesus, mesmo fazendo parte da mesma família.





    COMENTÁRIOS

    Buscar

    Alterar Local

    Anuncie Aqui

    Escolha abaixo onde deseja anunciar.

    Efetue o Login