SONHOS

O sonho de Deus busca a realização de um propósito maior que nós mesmos.

Por Paulo de Tarso 04/11/2019 - 08:13 hs

Você costuma sonhar? Quando falamos de finanças, os sonhos sempre estão muito em evidência. É até muito comum alguém perguntar: “Que sonhos você realizaria caso ganhasse uma grande quantia de dinheiro?” Aí as pessoas começam a falar sobre seus desejos. Isso acontece muito porque em geral as pessoas encaram o dinheiro não como responsabilidade, mas como um privilégio por meio do qual se pode realizar todo e qualquer sonho de consumo.

Aqui, porém, quero falar sobre um sonho diferente, um sonho que Deus coloca em nós. Foi o que aconteceu com José quando ele era ainda muito jovem, com apenas 17 anos. Ele teve dois sonhos.

Veja aqui o primeiro. Ele o contou assim para seus irmãos: Sonhei que estávamos no campo amarrando feixes de trigo. De repente, o meu feixe ficou de pé e os feixes de vocês se colocaram em volta do meu e se curvaram diante dele (Gênesis 37.7). Depois ele contou o segundo sonho: Tive outro sonho. Desta vez, o sol, a lua e onze estrelas se curvaram diante de mim (Gênesis 37.9).

Seus irmãos tiveram uma atitude muito negativa em relação aos sonhos de José. O relato histórico dá conta de que por causa do ódio e dos ciúmes dos irmãos, José foi vendido como escravo e foi parar no Egito. Lá ele ficou como escravo e prisioneiro durante 13 anos, até que foi elevado à posição de governador do Egito.

Depois, os irmãos de José foram ao Egito em busca de mantimentos e, nessa ocasião, José se revelou a eles. Passaram-se nada menos do que vinte e dois anos até que os sonhos de José se realizassem completamente. Uma longa espera, não?

O que você e eu poderíamos aprender com os sonhos de José? Acho que a primeira coisa é que os sonhos vindos de Deus se cumprem. E se cumprem porque são parte de um plano perfeito que nasce no coração de Deus e não de nós mesmos.

Outra coisa: nem sempre os sonhos se realizam rapidamente. Nós somos ansiosos. É muito comum que a preparação de Deus para a nossa vida se estenda por um bom período de amadurecimento. Necessitamos desse amadurecimento, e aí o tempo conta a nosso favor. Não existe amadurecimento instantâneo. Ele leva tempo.

Por último eu diria que o sonho de Deus busca a realização de um propósito maior que nós mesmos. Busca o bem das outras pessoas. E foi o caso aqui, quando o próprio José declarou isso, dizendo: Agora não fiquem tristes nem aborrecidos com vocês mesmos por terem me vendido a fim de ser trazido para cá. Foi para salvar vidas que Deus me enviou na frente de vocês (Gênesis 45.5).

Conclusão: Decida buscar os sonhos de Deus para a sua vida pessoal e familiar. Tire tempo para verificar se seus sonhos atuais são aprovados por Deus ou se são apenas fruto de sua própria mente, buscando apenas seu benefício pessoal. Ore para que Deus dê a você novos sonhos, sonhos para o seu bem, para o bem de sua família e para o bem da humanidade.

Por Paulo de Tarso, pastor, engenheiro e mestre em Teologia.  Fundador do Ministério Finanças para a Vida, que ensina pessoas de todas as idades a administrar o dinheiro de acordo com a Bíblia. É autor dos livros “Sucesso Financeiro” e da série “Finanças em Ação”.

* O conteúdo do texto acima é uma colaboração voluntária, de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.