Seja bem-vindo
São Paulo, 17/07/2024

    • A +
    • A -
    Publicidade

    Papiro do período do Primeiro Templo mostra conexão dos judeus com Jerusalém

    Fonte: Universal.org
    Papiro do período do Primeiro Templo mostra conexão dos judeus com Jerusalém Flickr CC/Daniela Goulart

    A Autoridade de Antiguidade de Israel (IAA, na sigla em inglês) divulgou, na semana passada, um papiro de aproximadamente 2,7 mil anos. Ele mede 2,5 centímetros de largura por 11 centímetros de comprimento e foi escrito por uma mulher de alta hierarquia social.

    O mais interessante sobre essa relíquia arqueológica é que o nome da Cidade Santa, Jerusalém, está gravado nela em hebraico. O papiro foi encontrado em cavernas do deserto da Judeia e recuperado pela IAA.

    A análise do material permitiu à IAA afirmar que o papiro foi escrito antes da conquista da terra dos judeus pelos babilônios e do primeiro exílio, ainda na época dos reinos de Judá e Israel, descritos no Velho Testamento da Bíblia cristã e na Torá judaica.

    Isso também significa que o papiro foi produzido antes da dominação islã no Oriente Médio e da dominação romana em Israel.

    O texto desse documento ainda revela que, naquele período, Jerusalém era a capital do Reino de Judá.

    Esse material comprova que há sim conexão histórica do povo judeu com Jerusalém, ao contrário do que a Organização das Nações Unidas (ONU) afirmou recentemente em resolução da Unesco para o Monte do Templo e o Muro das Lamentações.

    Texto:  Daniel Cruz




    COMENTÁRIOS

    Buscar

    Alterar Local

    Anuncie Aqui

    Escolha abaixo onde deseja anunciar.

    Efetue o Login