Seja bem-vindo
São Paulo, 17/07/2024

    • A +
    • A -
    Publicidade

    Arqueólogos descobrem moeda da época do Templo de Salomão Conhecida como “beca”, o artefato estava próximo ao Muro das Lamentações

    Fonte: Universal.org
    Arqueólogos descobrem moeda da época do Templo de Salomão Conhecida como “beca”, o artefato estava próximo ao Muro das Lamentações Reprodução Eliyahu Yanai/City of David

     Um voluntário entregou à Autoridade de Antiguidades de Israel (IAA, na sigla em inglês) uma moeda chamada “beca”, encontrada próxima ao Muro das Lamentações, em Israel.

    O objeto foi datado da época do Primeiro Templo, o que foi construído por Salomão.

    O que é uma beca?

    Inicialmente, por volta da época em que o povo hebreu foi liberto da escravidão do Egito, a beca era uma unidade de peso (Êxodo 38.26). E equivalia a meio siclo (ou shekel).

    Essa unidade era usada nas negociações entre os comerciantes que pesavam os produtos de troca. Acredita-se que o termo surgiu da porção de cevada, que era muito comercializada na época.

    A cevada era importante na região do Egito, da Mesopotâmia e de Israel, porque ela cresce em solos difíceis. E também era uma alternativa mais barata à utilização do trigo. Ela podia ser usada tanto na fabricação de pães como na alimentação dos animais que ajudavam na lavoura, por exemplo.

    Posteriormente, a beca, assim como o shekel, tornou-se uma moeda.

    Evidências bíblicas

    O artefato descoberto sugere que nos tempos bíblicos do rei Salomão a beca já era utilizada como moeda.

    Vale observar que, na Terra Santa, frequentemente são encontrados objetos relatados na Bíblia.

    No início do ano, por exemplo, o Universal.org noticiou sobre a descoberta de um selo que pode ter pertencido ao profeta Isaías.

    Com apenas 12 milímetros de diâmetro, o selo estava próximo ao local onde também foi encontrado o selo do rei Ezequias, igualmente citado nas Escrituras.

    Esses fatos comprovam que o Texto Sagrado não é uma invenção do imaginário humano. E que, de fato, os relatos contidos ali são verdadeiros.

    Texto: Daniel Cruz




    COMENTÁRIOS

    Buscar

    Alterar Local

    Anuncie Aqui

    Escolha abaixo onde deseja anunciar.

    Efetue o Login