Seja bem-vindo
São Paulo, 17/07/2024

    • A +
    • A -
    Publicidade

    Igreja de 1.500 anos com desenhos de peregrinos cristãos é encontrada

    As paredes foram descobertas dentro do Negev em Israel durante uma escavação

    Fonte: crosswalk.com
    Igreja de 1.500 anos com desenhos de peregrinos cristãos é encontrada Foto cortesia Facebook/Autoridade de Antiguidades de Israel


    Arqueólogos em Israel descobriram muros pertencentes a uma igreja de 1.500 anos com desenhos de peregrinos cristãos que provavelmente pararam no prédio a caminho de locais em Jerusalém e Belém. As paredes foram descobertas dentro do Negev em Israel durante uma escavação pela Autoridade de Antiguidades de Israel ( IAA ) e foram exibidas ao público em 6 de junho, de acordo com uma IAA comunicado de imprensa. A IAA chamou de “ uma grande surpresa. ” 


    Os desenhos retratam navios e provavelmente teriam sido feitos logo após os peregrinos atracarem seus próprios navios ao longo da costa do Mediterrâneo. A igreja fica a cerca de meio dia a pé do porto. A igreja teria sido construída cerca de 500 anos depois de Cristo. Peregrinações a locais associados à vida de Jesus e eventos bíblicos tornaram-se cada vez mais populares entre os cristãos após a conversão do imperador romano Constantino ao cristianismo nos anos 300. Os diretores de escavação disseram que os desenhos eram uma saudação “ dos peregrinos cristãos que chegavam de navio ” ao porto. 



    “ O local escavado conta a história de assentamento no norte do Negev no final do período bizantino e no início do período islâmico inicial, ” disseram os diretores de escavação. Os peregrinos visitaram a igreja e deixaram sua marca pessoal na forma de desenhos de navios em suas paredes. O navio é de fato um antigo símbolo cristão, mas neste caso – aparentemente, é uma verdadeira representação gráfica de navios reais nos quais os peregrinos viajaram para a Terra Santa. ”


    A igreja estava localizada perto de uma antiga estrada romana, disse a IAA.


    “ Os peregrinos começaram sua peregrinação seguindo estradas romanas que levavam a locais sagrados para a cristandade, como Jerusalém, Belém, mosteiros nas colinas de Negev e no Sinai,” disseram os diretores de escavação. “ É razoável que a primeira parada depois de desembarcar dos navios no porto de Gaza tenha sido revelada em nossas escavações ao sul de Rahat. ”


    A equipe de diretores de escavação consistia em Oren Shmueli, Elena Kogan-Zehavi, Noé David Michael e Deborah Cvikel. Eli Escusido, diretor da Autoridade de Antiguidades de Israel, chamou de “ descoberta surpreendente e intrigante ” que “ abre uma janela para nós para o mundo dos peregrinos cristãos que visitam a Terra Santa há 1500 anos. ” Ele “ fornece evidências em primeira mão sobre os navios em que viajaram e o mundo marítimo da época, acrescentou ”. 






    COMENTÁRIOS

    Buscar

    Alterar Local

    Anuncie Aqui

    Escolha abaixo onde deseja anunciar.

    Efetue o Login