Seja bem-vindo
São Paulo, 19/05/2024

    • A +
    • A -
    Publicidade

    Novilhas vermelhas em Israel e o ensaio do Apocalipse: entenda a relação

    O animal foi apontado pelo grupo terrorista Hamas como uma das razões do conflito atual na Terra Santa. Saiba mais


    Novilhas vermelhas em Israel e o ensaio do Apocalipse: entenda a relação Freepik

    Cenários de guerra abastecidos pela política ao redor do planeta resgatam diferentes aspectos condizentes aos sinais e profecias descritos pelas Sagradas Escrituras, principalmente quando se refere a Israel (a Terra Santa), a fim de alertar a humanidade a respeito do ensaio que antecederia o “destino final” do mundo, ou seja, o Apocalipse.


    O país que vive em constante desarmonia com a Palestina desde a fundação do estado no século XX, retomou à posição de combate após novos ataques realizados pelo grupo terrorista Hamas, em outubro de 2023, à Faixa de Gaza. Entre as motivações para o início das operações, segundo o porta-voz do Hamas, Abu Ubaida, está a transportação de vacas vermelhas dos EUA a Israel. O animal seria parte da preparação dos judeus para o ritual de purificação que permitiria a construção do Terceiro Templo em Jerusalém, símbolo da profecia que anunciará o fim dos tempos.


    Entenda a profecia:

    As vacas (ou novilhas) vermelhas são citadas por Moisés, no livro de Números, capítulo 19. As cinzas do animal obtida por meio do sacrifício é a condição necessária para purificar o corpo e a alma de todos os envolvidos na construção do Templo que, segundo a tradição judaica, indicará a vinda do Messias.


    No entanto, para isso, as novilhas devem ser puras e absolutamente perfeitas em sua cor. Qualquer único pelo de tom diferente pode desclassificá-las do sacrifício, até mesmo o seu casco deve ser avermelhado. Além disso, o animal não pode ser utilizado para nenhum tipo de trabalho físico e nunca ter sido colocado sob jugo.


    Animais com essas características chegaram a Israel em 2022 e seguem mantidas no assentamento de Shiloh, ao norte de Ramallah, pelo Instituto do Templo, que há anos desenhava meios para criar as novilhas de forma artificial.


    O ritual:

    Embora ainda não haja uma data definida, os rituais de sacrifício das novilhas vermelhas podem estar mais próximos do que imaginamos. Em março, uma conferência realizada pelo Instituto do Templo aconteceu a fim de alinhar os preparativos da celebração. Judeus esperam que o evento ocorra entre a Páscoa judaica, que iniciou em 27 de abril, e o Shavuot, que acontece entre 11 e 13 de junho.


    Desde o tempo de Moisés, segundo os registros bíblicos, esse seria o 10º sacrifício de uma novilha vermelha.


    Vale refletir:

    Apesar de ser tão desejada e buscada em rebanho pelo mundo, por que não houve antes, em 2 mil anos, nenhuma novilha vermelha com tais características descritas pela Palavra de Deus?


    Acontece que, pouco a pouco, os sinais advertidos pelo Senhor Jesus a respeito do fim estão se cumprindo e, com isso, a cautela com a salvação de nossa alma torna-se cada vez mais necessária.


    O Seu retorno está próximo e resta a cada um o investimento intenso em uma vida de retidão, justiça e comunhão para com o Altíssimo.


    “Mas já está próximo o fim de todas as coisas; portanto sede sóbrios e vigiai em oração;” (I Pedro 4.7)




    COMENTÁRIOS

    Buscar

    Alterar Local

    Anuncie Aqui

    Escolha abaixo onde deseja anunciar.

    Efetue o Login