Seja bem-vindo
São Paulo, 19/05/2024

    • A +
    • A -
    Publicidade

    De perseguidor a apóstolo: A transformação de Saulo de Tarso

    A conversão de Saulo e seu legado duradouro

    Fonte: fonte Wikipédia, a enciclopédia livre
    De perseguidor a apóstolo: A transformação de Saulo de Tarso REPRODUÇÃO/UNIVER

    Antes de se tornar cristão, Paulo era conhecido como Saulo de Tarso. Ele era um fariseu devoto e zeloso, dedicado. Inicialmente, ele é retratado como um dos que perseguem os seguidores de Cristo, participando da captura e condenação dos cristãos. Mas tudo mudou radicalmente, conforme mencionado na Bíblia, a caminho de Damasco, ele passou por uma transformação incrível. Em meio a uma experiência extraordinária de conversão, teve um encontro com Jesus Cristo em uma visão e foi momentaneamente cegado pela luz divina.

    "E, indo no caminho, aconteceu que, chegando perto de Damasco, subitamente o cercou um resplendor de luz do céu. E, caindo em terra, ouviu uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues? E ele disse: Quem és, Senhor? E disse o Senhor: Eu sou Jesus, a quem tu persegues. Duro é para ti recalcitrar contra os aguilhões." Atos 9:3-5

    O comportamento da vida de Saulo residia em obedecer àquela voz, mesmo que a achasse estranha. Ele reconhecia uma autoridade nela e era submisso, embora fosse também uma autoridade, Saulo não questionou por que ficara cego; simplesmente seguiu para fora conforme ordenado, reconhecendo a autoridade e o poder na voz que ouvira.

    Três dias depois, Ananias orou por Saulo e sua visão foi restaurada. Ele se batizou e a partir de então, passou a pregar o cristianismo ao lado de Simão Pedro e Tiago.

    Após sua conversão, Paulo se tornou um ardente defensor do Cristianismo, viajando extensivamente pela região do Mediterrâneo, pregando o Evangelho e estabelecendo comunidades cristãs. Ele escreveu várias cartas (epístolas) que foram incluídas no Novo Testamento, que se tornaram parte integral do cânon cristão e são lidas  até nos dias de hoje.

    Paulo enfrentou numerosas dificuldades e perseguições ao longo de sua vida, incluindo prisões, açoitamentos e até mesmo naufrágios. No entanto, sua fé inabalável e dedicação ao serviço de Cristo o tornaram uma inspiração para os primeiros cristãos e continuam a influenciar o Cristianismo até os dias de hoje. Ele é muitas vezes chamado de "Apóstolo dos Gentios" devido à sua ênfase na evangelização das comunidades não judaicas.


    O que aprendemos com a história de Paulo?

    - Tolerância e respeito pela diversidade: Paulo ensinou e exemplificou a ideia de que o Evangelho é para todos, independentemente de sua origem étnica, cultural ou socioeconómico.

    - Coragem para defender a verdade: Mesmo diante de oposição e perigo, Paulo permaneceu firme em sua convicção e defesa da verdade do Evangelho. Sua coragem nos inspira a defender o que é certo, mesmo quando enfrentamos resistência ou críticas.

    - Perdão e reconciliação: Apesar de suas próprias experiências de perseguição e sofrimento, Paulo ensinou sobre o perdão e a reconciliação. Ele encorajou os crentes a perdoarem uns aos outros e a buscarem a unidade e a paz .

    - Esperança em meio às dificuldades: Mesmo durante seus momentos mais difíceis, Paulo manteve uma esperança inabalável no poder e na fidelidade de Deus. Sua capacidade de encontrar alegria e propósito mesmo em meio ao sofrimento nos lembra da importância de manter uma perspectiva positiva e esperançosa, independentemente das circunstâncias.


    *Texto por Meyre Delgado




    COMENTÁRIOS

    Buscar

    Alterar Local

    Anuncie Aqui

    Escolha abaixo onde deseja anunciar.

    Efetue o Login