Seja bem-vindo
São Paulo, 04/03/2024

    • A +
    • A -
    Publicidade

    Governo amplia isenção do Imposto de Renda

    Medida provisória beneficia brasileiros que ganham até R$ 2.824 por mês

    Fonte: CNN Brasil
    Governo amplia isenção do Imposto de Renda Joédson Alves/Agência Brasil

    O governo federal emitiu uma medida provisória (MP) que dispensa a obrigação de pagar o Imposto de Renda (IR) para indivíduos que recebem até dois salários mínimos. A partir de agora, os indivíduos com renda mensal de até R$ 2.824 não serão mais sujeitos a esse tributo. A decisão foi divulgada no Diário Oficial da União na noite desta terça-feira (6). A medida isenta 15,8 milhões de brasileiros, informou o governo.

    É estimada redução de receitas de R$ 3,03 bilhões em 2024; de R$ 3,53 bilhões em 2025 e de R$ 3,77 bilhões em 2026.


    Antes, a isenção do IR era para salários de até R$ 2.640, correspondendo a dois salários mínimos em 2023. Porém, em janeiro deste ano passou a vigora o novo valor do benefício, de R$ 1.412.


    O governo alterou a primeira faixa da tabela progressiva mensal do IR, com elevação do limite de aplicação da alíquota zero em 6,97%. Assim, o valor atualmente vigente passa de R$ 2.112 para R$ 2.259,20.


    O contribuinte com rendimentos de até R$ 2.824 mensais será beneficiado com a isenção porque, dessa renda, se tira o desconto simplificado, de R$ 564,80, resultando em uma base cálculo mensal de R$ 2.259,20, ou seja, exatamente o limite máximo da faixa de alíquota zero da nova tabela.


    O desconto de R$ 564,80 é opcional, ou seja, quem tem direito a descontos maiores pela legislação atual (previdência, dependentes, alimentos) não será prejudicado.




    COMENTÁRIOS

    Buscar

    Alterar Local

    Anuncie Aqui

    Escolha abaixo onde deseja anunciar.

    Efetue o Login