Seja bem-vindo
São Paulo, 04/03/2024

    • A +
    • A -
    Publicidade

    A Porta Dourada de Jerusalém

    A Porta oriental é cravada na muralha que envolve a cidade antiga

    Fonte: Bíblia Sagrada/Wikipédia
    A Porta Dourada de Jerusalém Reprodução

    Muitos tem a curiosidade de saber a verdadeira história da Porta dourada (mais conhecida como a Porta oriental) de Jerusalém.


    Neste texto, compartilharemos alguns fatos valiosos a seguir, os quais talvez você desconheça: 


    Quem nunca teve a oportunidade de conhecer Jerusalém e contemplar a majestosa "Porta dourada" que é cravada na muralha que envolve a cidade antiga? Se não teve a oportunidade, você ainda terá.

    A vista mais deslumbrante das portas gêmeas é vista pelo Jardim Getsêmani, no Monte das Oliveiras, enquanto se olha em direção ao Monte do Templo. Ali encontra-se a Porta Oriental, também conhecida na Bíblia como Porta do Vale.

    A origem do termo "dourada" se deve ao fato de que a abertura da porta foi lacrada usando a mesma pedra que a muralha, a qual, devido à sua coloração amarelada, reflete brilhantemente os raios solares da manhã. Isso ocorre porque a porta está situada no lado oriental, isto é, na direção do leste de Jerusalém. 

    Segundo a Bíblia, Jesus atravessou o Vale do Cedron e entrou no Monte do Templo através da Porta Oriental. Essa passagem conduzia diretamente ao pátio do Santuário, e posteriormente ao Santíssimo dos Santos, local conhecido como o lugar sagrado onde apenas o sumo sacerdote tinha permissão de entrar uma vez por ano.

    Segundo o Profeta Ezequiel, foi declarado que o Messias prometido adentraria o Templo através da majestosa Porta Oriental.

    O profeta Ezequiel disse também que a porta também se fecharia, segundo as Escrituras Sagradas. 

    Tempos depois, outros muçulmanos decidiram erguer um cemitério em frente à Porta Oriental, uma vez que eles têm conhecimento dos "mitzvot" (mandamentos judaicos) que proíbem que um sacerdote passe por cima de um lugar onde haja um túmulo.

    No entanto, é bastante surpreendente que a Bíblia também nos mostra que uma abertura se manifestará no Vale de Cedron, entre os Montes do Templo e das Oliveiras, quando o Messias retornar por lá. 

    "E naquele dia estarão os seus pés sobre o monte das Oliveiras, que está defronte de Jerusalém para o oriente; e o monte das Oliveiras será fendido pelo meio, para o oriente e para o ocidente, e haverá um vale muito grande; e metade do monte se apartará para o norte, e a outra metade dele para o sul."

    (Zacarias 14:4)


    Poderia essa abertura encantadora ser a forma de remover os túmulos muçulmanos e abrir de forma definitiva a Porta Dourada?


    Sabe-se que existiram duas tentativas para abrir essa porta, contudo, não conseguiram. Conforme previsto, as portas permanecerão seladas até o momento em que o Messias as atravessar e entrar no Templo, onde reinará ao lado de seus vencedores.

    "Ninguém jamais a abrirá nem passará por ela, pois o SENHOR, o Deus de Israel, entrou por ela. Portanto, permanecerá sempre fechada. Somente o príncipe pode sentar-se junto a essa entrada para comer na presença do Senhor. Mas só pode entrar e sair pelo pórtico da entrada."

    (Ezequiel 44:2-3)


    Em breve, o mundo irá testemunhar os piores momentos de sua existência, nas mãos do falso messias, que se sentará no Templo de Deus, buscando parecer divino.

    "Ele se exaltará e se oporá a tudo que o povo chama de 'Deus' e a todo objeto de culto, e até se sentará no templo de Deus e se fará passar por Deus."

    (2 Tessalonicenses 2:4).


    O messias falso penetrará no Templo de Deus e enganará muitos, porém não entrará pela Porta do Caminho do Oriente (a Porta Dourada), pois esta permanecerá fechada, esperando a passagem do verdadeiro Messias por ela.





    COMENTÁRIOS

    Buscar

    Alterar Local

    Anuncie Aqui

    Escolha abaixo onde deseja anunciar.

    Efetue o Login