Grupo cristão é reconhecido por autoridade palestina

Assembleia Geral da Aliança Evangélica Mundial anuncia ganho de certificado legal de autoridade palestina

Por Redação 14/11/2019 - 11:04 hs
Foto: Divulgação WEA

Há muito tempo o Conselho de Igrejas Evangélicas Locais em Israel atuou em Cisjordânia, mas, até então, não havia recebido nenhum reconhecimento governamental e a luta para obtê-lo durou cerca de 12 anos. 

O anúncio foi feito pelo presidente do Conselho, Munir Kakish, na Assembleia Geral da WEA 2019, que foi realizada entre os dias 7 a 12 de novembro, próximo de Jacarta (Indonésia), onde a Autoridade Palestina atribuiu a legalização cristã.

Este feito proporcionou ao Conselho de Igrejas dispor de licenças de casamento, possibilitou a abertura de contas bancárias, além de compra de terras registrada em seu nome. Essa conquista tem por objetivo dar continuidade à propagação do Evangelho em todo o mundo, proporcionando a liberdade religiosa em território palestino para toda a população. 

As autoridades israelenses impõem certas limitações a todos os grupos evangélicos, e geralmente, quem se converte enfrenta uma grande perseguição. Como, por exemplo, na Cisjordânia: muitos recebem ameaças e são pressionados, assim como em Gaza que a fé deve ser vivida em sigilo absoluto, mas, com o tempo e com essas conquistas, a expectativa é que mais pessoas consigam cultuar a Deus sem preocupações.

(*) Com informações de Christian Post