Seja bem-vindo
São Paulo, 18/07/2024

    • A +
    • A -
    Publicidade

    Cristãos são espancados até a morte na Índia

    Cresce número de ataques contra cristãos no território indiano. Entenda


    Cristãos são espancados até a morte na Índia Slon.pics/ Freepik

    Uma onda de violência ameaça a vida de cristãos na Índia. 


    Quadro geral:

    Dezenas de igrejas foram incendiadas, 58 cristãos mortos e mais de dezenas de milhares foram forçados a fugir de suas casas por causa da violência étnica em Manipur, um estado no nordeste da Índia


    A onda de violência surge por conta de conflitos contínuos dos hindus contra os cristãos.


    “Apelamos à paz e ao fim da violência e agitação na região que tem causado consequências tão devastadoras e imenso sofrimento ao povo. Pedimos ao governo  que tome medidas imediatas para restaurar a paz e garantir a segurança de todos os seus cidadãos”, disse o secretário-geral da Irmandade Evangélica da Índia, Rev. Vijayesh Lal ao The Christian Post.


    O que você precisa saber:

    O extremo quadro de violência ocorre em menos de um ano depois que a Comissão de Liberdade Religiosa Internacional dos Estados Unidos pediu a inclusão da Índia na lista de países caracterizados com preocupação particular, ao qual não foi aceito pelo governo de Biden.


    Desta forma, a Federação de Organizações Cristãs Índio-Americanas afirmou ao The Christian Post, que à medida que os ataques aos cristãos aumentam, o “sistema de justiça indiano frequentemente falha em defender os direitos dos cristãos perseguidos e de outras religiões minoritárias”.


    O que analisar:

    A cada dia a perseguição contra cristãos cresce em mais países pelo mundo, como é o caso da Índia agora. Mas, esse quadro é o cumprimento do que o Senhor Jesus já tinha alertado para os Seus discípulos.


    “Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24.9


    Sendo assim, o Bispo Edir Macedo, na Bíblia Comentada, destaca que nenhuma dessas perseguições são incomuns aos cristãos. Porém, é por meio delas que o próprio Espírito Santo dá estímulo à fidelidade, à força e à paciência para enfrentá-las até o fim.


    “Podemos nos identificar com Ele, e Ele conosco nessas aflições. Assim como o Filho viveu neste mundo para dar testemunho do Seu Pai e morreu para fazer a Sua vontade, precisamos estar prontos para sofrer o que for preciso, sem jamais negar a fé ou nos render ao pecado”, escreveu ele.




    COMENTÁRIOS

    Buscar

    Alterar Local

    Anuncie Aqui

    Escolha abaixo onde deseja anunciar.

    Efetue o Login