Após solicitação do deputado Sérgio Motta, igrejas são reabertas em Sombrio (SC)

Pedido foi feito ao prefeito da cidade, Zênio Cardoso. Saiba mais

Por Redação Unigrejas 22/05/2020 - 09:23 hs
Foto: Cedidas

Nesta segunda-feira (18), a cidade de Sombrio, localizada no sul do estado de Santa Catarina, obteve a permissão para a realização de cultos religiosos presenciais, conforme Decreto nº 083, assinado pelo prefeito Zênio Cardoso.

A informação é do deputado estadual Sérgio Motta (Republicanos), que buscou esta autorização em contato direto com o chefe do poder executivo municipal. 

Motta disse que o prefeito ficou sensibilizado após a conversa que tiveram, quando passou a conhecer a realidade do trabalho social feito nas igrejas, em favor das pessoas.

“Fiz questão de conversar com ele e explicar que, em todas as cidades, as igrejas estão abertas e que estamos cumprindo as normas sanitárias e de distanciamento exigidas pela Secretaria de Saúde em Santa Catarina. Esta visão diferente que teve, o fez ter outra ideia e reabrir os templos”, enfatizou o parlamentar. 

Em Santa Catarina, o Governador Carlos Moisés anunciou a liberação das atividades religiosas, com regras de distanciamento e com apenas 30% da capacidade de público, desde o dia 20 de abril último, conforme portaria nº 254.

Esta liberação também foi resultado de indicação de autoria do deputado estadual Sérgio Motta, aprovada em plenário na Alesc.


Entre as regras que condicionam a reabertura dos templos estão a disponibilidade de álcool em gel ou 70% na entrada e o uso da máscara como itens obrigatórios. Também deve ser omitido das celebrações qualquer ato que gere compartilhamento de materiais e objetos, como cestos e caixas de ofertas.

As filas também deverão respeitar o distanciamento entre as pessoas de no mínimo 1,5 m (um metro e cinquenta centímetros). O tempo de duração também deve ser reduzido. Pessoas consideradas do grupo de risco não devem frequentar os ambientes.