Solicitação de Reabertura das Igrejas e Templos para Atendimento Individual

A Unigrejas representa mais de 30 mil pastores em todo Brasil e solicita a reabertura das igrejas aos governadores

Por Redação Unigrejas 25/03/2020 - 11:41 hs
Foto: Unigrejas

A UNIGREJAS, associação de igrejas e pastores evangélicos, que representa mais de 30.000 pastores e líderes de diferentes denominações evangélicas em todo Brasil, vem por meio desta expor e solicitar o que segue:

Diante da situação que o Brasil está enfrentando na luta contra o corona vírus, e;

CONSIDERANDO que as igrejas são locais de acolhimento de pessoas aflitas;

CONSIDERANDO que as igrejas são parceiras do poder público e prestam relevantes assistências tais como: emocional, psicológica e espiritual a todas as pessoas, principalmente aos mais necessitados e às pessoas mais humildes, nos locais mais diversos, inclusive, naqueles onde não há sinal de internet ou onde as pessoas não possuem aparelhos de telefone celular;

CONSIDERANDO que as igrejas são lugares onde muitas pessoas chegam desesperadas, em busca de uma ajuda urgente;

CONSIDERANDO a busca constante, principalmente, nos últimos dias, de assistência religiosa, por pessoas completamente desorientadas, tomadas pelo pânico, temendo desemprego, com medo da morte, ou seja, apavoradas e desesperadas;

CONSIDERANDO que as igrejas de portas abertas são locais onde os pastores,  os líderes religiosos que estão ali, prontos para prestarem socorros espirituais e conforto, através da Palavra de Deus, neutralizando o medo e o pânico. Portanto, dando o alívio e a paz para quem se socorre nas igrejas;

CONSIDERANDO que as igrejas possuem a capacidade de reacenderem a esperança na população, sentimento crucial neste momento tão incerto;

CONSIDERANDO a existência de diversos casos em que as igrejas prestam assistência às pessoas com depressão e ansiedade, inclusive, aos que já tentaram cometer suicídio;

CONSIDERANDO a assistência constante e contínua aos adictos e alcoólatras, e a impossibilidade de interrompimento deste acompanhamento;

CONSIDERANDO a participação dos líderes religiosos, de forma voluntária, com a divulgação de instruções para prevenção e combate à disseminação do novo coronavírus;

CONSIDERANDO a existência de diversos Decretos (Estaduais e Municipais) determinando o fechamento das igrejas;

CONSIDERANDO a necessidade de combate à disseminação e a prevenção de contaminação pelo COVID-19, para isso a proibição de aglomeração de pessoas;

Solicitamos, por meio desta petição:

a) autorização para abertura das igrejas e templos religiosos, sem realização de cerimônias, mas para prestar assistência religiosa e social aos necessitados, sempre com as cautelas de distanciamento e sem aglomerações;

b) o reconhecimento da assistência religiosa prestada pelas igrejas no rol de serviços essenciais à população, bem como a inclusão das igrejas nas listas de serviços essenciais.

Certo de que as nossas solicitações serão atendidas, fazemos votos de considerações.

Unidos sairemos vitoriosos no combate contra esta pandemia.

Bispo Eduardo Bravo 

Presidente da Unigrejas