A ardente prova

Perseverar é necessário!

Por Pastor Marcos Antônio 30/12/2020 - 11:15 hs


 "Amados, não estranheis a ardente prova que vem sobre vós para vos tentar, como se coisa estranha vos acontecesse". 1Pedro 4:12

A palavra de Deus nos afirma, que não há nada de incomum nas perseguições e nos maus-tratos que os filhos de Deus sofrem. O Senhor Jesus já havia advertido que isso ocorreria por causa do ódio que o mundo tem pelo justo.

 

"Se o mundo os odeia, tenham em mente que antes odiou a mim. Se vocês pertencessem ao mundo, ele os amaria como se fossem dele. Todavia, vocês não são do mundo, mas eu os escolhi, tirando-os do mundo; por isso o mundo os odeia. Lembrem-se das palavras que eu lhes disse: nenhum escravo é maior do que o seu senhor. Se me perseguiram, também perseguirão vocês. Se obedeceram à minha palavra, também obedecerão à de vocês”. João 15:18-20


A “ardente prova" pode ser uma clara referência à morte pelo fogo que muitos enfrentavam, pois era uma prática comum naqueles dias. Eram tempos de homens cruéis revoltados com o Evangelho, trucidando aqueles que criam Nele. O estímulo à fidelidade, a força e paciência vinham por meio do apoio do Espírito Santo de forma individual, para que todos vencessem as lutas (dores, intranquilidade e angústias). Portanto, não se entristeça se você é perseguido e atribulado, antes tenha por motivo de honra sofrer como o Senhor Jesus, que padeceu e venceu. 

 

“Meus irmãos, considerem motivo de grande alegria o fato de passarem por diversas provações... ” Tiago 1;2 

 

 Podemos nos identificar com Ele nessas aflições. Assim como o Filho viveu neste mundo para dar testemunho do Seu Pai e morreu para fazer a Sua vontade, precisamos estar prontos para sofrer o que for preciso, sem jamais negar a fé ou nos render ao pecado. 

 

“Pois assim como os sofrimentos de Cristo transbordam sobre nós, também por meio de Cristo transborda a nossa consolação. Se somos atribulados, é para consolação e salvação de vocês; se somos consolados, é para consolação de vocês, a qual dá paciência para suportarem os mesmos sofrimentos que nós estamos padecendo. E a nossa esperança em relação a vocês está firme, porque sabemos que, da mesma forma que vocês participam dos nossos sofrimentos, participam também da nossa consolação”. 2 coríntios 1;5-7 

 

Pastor Marcos Antônio

Unigrejas Rio Grande do Norte