Deus ama o pecador, mas abomina o pecado

O pecado fere indivíduos, famílias, sociedades inteiras.

Por Bispo Junior 16/11/2020 - 22:21 hs


Deus ama o pecador, mas abomina o pecado 

“Por causa disso, os entregou Deus a paixões infames; porque até as mulheres mudaram o modo natural de suas relações íntimas por outro, contrário à natureza; Semelhantemente, os homens também, deixando o contato natural da mulher, se inflamaram mutuamente em sua sensualidade, cometendo torpeza, homens com homens, e recebendo, em si mesmos, a merecida punição do seu erro.”    Romanos 1.26-27 ARA

O homossexualismo nunca foi um tema tão explorado pela mídia como atualmente. Na televisão, os programas de auditório recebem militantes para entrevistas e debates sobre suas conquistas e promoção de eventos. Novelas e filmes também exaltam o tema. Rádios, jornais e revistas abriram-se para a questão. O assunto está sempre na ordem do dia. Os acalorados debates atravessam muitas perspectivas quando o assunto é a homossexualidade: psicológica, sociológica, ética e, a mais polêmica, a religiosa. As posturas são as mais diversas. 

Muitos acreditam que o pecado  é apenas quando se nega a Deus, no entanto, negar a maneira como fomos criados, também é um pecado.  Quando as pessoas dizem que qualquer tipo de relacionamento sexual é aceitável, desde que ninguém seja prejudicado, enganam-se. A longo ou a curto prazo, o pecado fere indivíduos, famílias, sociedades inteiras. 

A Igreja Evangélica,  com o respaldo bíblico, mesmo não sendo favorável à prática homossexual, acredita que os homossexuais devem ser acolhidos, receber compaixão e ouvir a palavra de Deus, pois Ele está disposto a receber qualquer pessoa que se arrependa de seus pecados e O busque pela fé, e os cristãos devem amar e aceitar a todos a despeito de seu passado.

 “Ou não sabeis que os injustos não herdarão o Reino de Deus? Não vos enganeis: Nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas, nem ladrões, nem avarentos, nem bêbados, nem maldizentes, nem roubadores herdarão o reino de Deus.”

 I Coríntios 6.9-10 ACF

Paulo disse que esses pecadores estão automaticamente e irrevogavelmente excluídos do céu.  No entanto, se há arrependimento, há salvação. 

Quando você for tentado a fazer algo errado, lembre-se de que estará pecando contra Deus, e  impossibilitando sua alma de ser salva. Todos os pecados machucam a nós e a outros, e acima de tudo, ofendem a Deus, porque todo o tipo de pecado é uma rebelião contra o modo de viver exigido por Ele.

Se você estiver disposto a mudar de vida, saiba que nenhum pecado é grande demais para Deus perdoar. Deus pode e quer perdoá-lo, independentemente do seu pecado. Basta você querer.

Bispo Junior